Três séries incríveis que você não conhece

Eu adoro séries populares, cheias de bobagens adolescentes. Quem não? O único defeitinho é que, para alcançar um público maior, elas geralmente não conseguem ser profundas ou muito originais. Mas e quando a gente quer algo alternativo, com uma perspectiva nova, e que faça pensar? Aqui vai uma lista de séries que pouca gente conhece, para quem adora toda a beleza que existe além dos dramas colegiais.

Boneca Russa

Natasha Lyonne como Nadia em Boneca Russa

Minha dificuldade com seriados protagonizados por adultos é que os personagens costumam ser muito monótonos. Mas isso jamais vai acontecer onde estiver Natasha Lyonne, que você talvez conheça de Orange is the new black. Ela é co-criadora dessa comédia dramática ao lado de nada mais, nada menos que Amy Poehler, de Parks and Recreation.

Boneca Russa é cativante pela trilha, pelo visual, e pela protagonista, que já passou da idade de pisar em ovos e engolir sapo. Além disso, a história rola em torno de um evento inexplicável, que ninguém sabe ao certo se é uma viagem no tempo ou no ácido.

Não tem nada como isso na TV ou em outras plataformas. A gente está falando de um dos trampos mais originais da Netflix, que passa longe dos pastelões com suas deixas para risadas, e se mantém hilário e mais interessante a cada episódio. Destaque para a fantástica edição de som e imagem.

Maniac

Jonah Hill e Emma Stone em Maniac

No elenco, o indicado ao Oscar, Jonah Hill e a vencedora do Oscar, Emma Stone. Para mim, bastava. Mas tem mais: esquizofrenia.

Os protagonistas vão testar uma droga experimental num laboratório saído de animações japonesas, e a gente acessa a mente dos dois, cada vez numa realidade diferente. Jonah e Emma passam por mudanças incríveis, encarnando diversos personagens, e você nunca sabe o que esperar. Será que eu choro ou dou risada? Fica a seu critério lidar com tudo o que se sente conforme a história aborda perda, loucura, trauma, amizade, e amor. Mesmo que esse último floresça do romance entre um homem com complexo de Édipo e uma inteligência artificial.

Esta é uma minissérie em dez episódios, todos disponíveis na Netflix, prontos para maratonar se der para fazer isso sem perder a cabeça. Você vai sempre se questionar sobre o que está acontecendo e qual é o tema central da história. E talvez nunca adivinhe. Mas essa é apenas uma das coisas absurdas que torna esse seriado intrigante e revigorante.

The OA

Britt Marling em The OA

Vou começar com a má notícia. Por ser uma série muito, mas muito diferente do que as pessoas estão acostumadas a ver, The OA não conquistou audiência suficiente para justificar a continuidade da sua produção. A boa notícia é que a primeira temporada é uma das coisas mais belas que a Netflix já fez, em vários sentidos. E a história que ela conta, para quem curte finais alternativos, é suficiente sem continuação.

É muito difícil acertar falando de experiências de quase-morte. Topando um desafio ainda maior, parece que essa série fala de… anjos? E isso sem personagens tipicamente bonitinhos de Hollywood. Tem tudo para dar errado, mas é muito instigante e emocionante. Se você não sabe se uma temporada vale a pena, deixa eu avisar que tem toque do Brad Pitt por trás dessa produção.

Às vezes, parece drama e, de vez em quando, suspense. Tem cena com cara de produção independente, e tem tomadas que fazem você pensar: “este é o take mais bonito que já vi na vida”.

A série foi cancelada após a segunda temporada, mas eu recomendo de novo ver apenas a primeira. Outros fãs diriam a mesma coisa. Acho que nenhuma ficção na Netflix é tão deslumbrante, e o episódio final da season one provavelmente vai fazer você chorar.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s