Dá uma chance para ela, vai!

Eu poderia listar uma série de razões pelas quais estou solteiro. Mas aqui vai apenas uma delas, que talvez sirva de encorajamento para você: eu sei o que quero.

Quando me perguntam como idealizo minha parceira, raramente entendem minha resposta. E por isso mesmo dizem que sou exigente demais. Gente, por favor, vamos combinar. Tem como ser exigente demais na escolha de alguém com quem você quer viver para sempre?

Todo mundo tem critérios para escolher qualquer coisa. E o fluxo normal das coisas é este: quanto mais séria a escolha, mais criteriosos somos.

Quero dizer que a gente não precisar ser meticuloso demais ao escolher qual cordão vamos pendurar no pescoço antes de sair de casa para passear. Mas ao escolher um look inteiro para uma entrevista de emprego, até quem não liga para moda se torna mais exigente a respeito do que vestir.

Já que falamos de roupas, imagine que você comprou a jaqueta dos seus sonhos. Quando chega em casa e checa o pacote onde ela deveria estar, o que encontra é uma blusa velha de moletom que você nunca viu antes. E então: você se contenta com essa peça ou volta à loja para exigir sua jaqueta?

Agora imagine que você comprou um pacote de viagem a Paris, para se hospedar num hotel cinco estrelas, voando de primeira classe. No dia da sua viagem, agora que tudo está pago, o que oferecem a você é um voo em classe econômica para uma semana de lazer numa pousada em Angola. Tudo bem para você ou vai preferir o que você realmente tinha desejado e planejado?

É engraçado. Qualquer pessoa nos apoiaria a reivindicar nossos direitos quando se trata de escolhas cotidianas. Mas quando o assunto é um namoro-futuro-casamento, chove gente para dizer que devemos nos contentar com qualquer um que aparecer!

Perdi as contas das vezes que ouvi esse tipo de coisa bizarra sobre pretendentes:

– “Dá uma chance para ela!”
– “Mas ela é bonitinha, vai.”
– “Não vai corresponder só por que ela não é o que você gostaria?”

Mulheres, entendam: vocês têm todo o direito de provar a mesma saia quinze vezes antes de decidir se vão comprá-la ou não. Homens: vocês podem fazer o test-drive do mesmo carro vinte vezes antes de decidir ficar com ele. A saia vai durar um ano? O carro será trocado em dois?

Cônjuge é para a vida toda. Você tem permissão para ser meticuloso ao escolher um parceiro. Permissão para ser fiel ao seu gosto. Para não se contentar com uma sandália quando queria mesmo uma bota, e de rejeitar Suíça se o que você quer mesmo é dar um pulo em São Bernardo.

Fique à vontade para escolher com todo o cuidado do mundo e não dê bola para os românticos chatos de plantão que querem constranger você a se contentar com pouco. Você merece um bom cônjuge. Até Deus entende que você capriche nessa escolha.

18 comentários

  1. Oi Mitch! Então, a ideia era que você compartilhasse qualquer coisa simples, assim como você já faz no Good Talk Vibes do snap. O Sobre a Rocha busca trazer um evangelho prático e foge de discussões que não levam a crescimento. Então, o texto poderia ser sobre algum devocional, como surgiu uma música (como E.S., meu melhor amigo), ou qualquer outra coisa que você esteja com vontade de falar hahaha! Será um prazer ter um texto seu por lá! Abraços :D
    Sobrearocha.com

      1. Tá legal! Vou tentar até o dia 08! :) Pra onde envio?

      2. Meu, me perdoa? Eu devia ter anotado esse compromisso. Esqueci. Sinto muito, mesmo! Podemos fazer o esquema da entrevista que você tinha sugerido? Vou ser mais rápido na resposta desse jeito. 😳

  2. Caraca, isso está nos Meus rascunhos, vou falar sobre isso semana que vem! Cara achei tão certo o que você disse. Tive uma experiência próxima com isso. Um amigo começou a namorar uma garota da igreja simplesmente por pressão das pessoas ao redor, parentes, etc. Eu nunca concordei, fiquei tempos sem falar com ele, até que um dia não deu. Mais pra continuar e eles terminaram. Em pouco tempo ele conheceu a menina certa, que ele amou a primeira vista, se casaram e estão felizes, mas por pouco ele não se enfia em furada!

    Deus abençoe!

    1. Que massa! Obrigado por comentar, mano! Muito bom ter um exemplo concreto aqui. E me tuíta quando blogar sobre isso. ;)

  3. Muito bom o texto. Em uma sociedade cristã onde os casamentos ainda são arranjados (sim, há que seja cupido nesta geração, acredite!) Escolher seu futuro é essencial para nosso ministério, inclusive. Eu não posso querer pouca coisa se eu sirvo um Deus tão grande. Estou ha um bom tempo só e muitos perguntam, indagam ,tentam dar um empurrãozinho, mas prefiro fazer conforme o texto(você) relata. Muito bom mesmo, Mitch! abraços brother :)

  4. Opaaa Brother !
    Saudades. Texto perfeito, a sociedade esta acostumada demais em colocar regras e dizer “você é obrigado a casar” ou ” Vai provando uma hora aparece a certa ” mas não entende que não funciona assim ! Muito bom o texto Brother !

    Fica com Deus :D tmj

  5. De acordo, de acordo, de acordo !!!!!!
    Há uma pressão terrível em cima dos solteiros. Isso é muito evidente na sociedade.
    Pressão da família, pressão dos amigos, pressão da igreja, rs. Falo isso com ciência e vivência, não é fácil ser solteiro hoje em dia, até fica parecendo que todo mundo sabe o que é melhor para nós, e sempre tentam dar um jeitinho para facilitar as coisas, e aproximar as pessoas e etc.
    Como você mesmo menciona, porque para tantas escolhas do dia a dia temos cuidados e olhamos a marca, se é boa ou não, se é durável ou descartável, e para relacionamentos que demanda uma vidaaaaaaaaaa, tem que ser como o primeiro bonitinho ou bonitinha rs, não acho interessante.
    E sigamos….e que Deus una sempre propósitos que possam beneficiar o relacionamento e as buscas futuras.

    God Bless.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s