Listas de resoluções são besteira?

 

Numa festa improvisada, tudo pode acontecer. Não tem comida para todo mundo, a música ambiente lembra o pior pesadelo do aniversariante, e as bebidas estão todas quentes. É um tragicômico que poderia ter sido evitado com uma simples atitude: planejamento.

Antes de realizar uma festa, as pessoas sempre fazem planos. Elas contam os convidados, buscam o local ideal para recebê-los confortavelmente, calculam quanto dinheiro será gasto com decoração, e mais uma série de coisas. Dá bastante trabalho. Mas não é verdade que isso sempre vale a pena?

Com a vida não é diferente. Muita gente se pergunta como é que os anos seguem passando sem que seus sonhos se realizem. E a resposta normalmente é que esses sonhos nunca foram planejados.

Não importa se você tem 80 ou 20 anos. Você não quer uma festa de aniversário sem refrigerante para todo mundo. Você não quer uma vida sem recursos que o tornem mais feliz. E, uma vez que é a sua felicidade que está em jogo, precisamos encarar que o trabalho de planejar não é apenas recompensador, mas também essencial.

Você já deve ter percebido que resoluções de ano novo são coisas cada vez mais desacreditadas. E por que estamos desistindo delas? Simplesmente por que nos decepcionamos com as nossas listas de desejos que não realizamos em anos passados.

Deixe-me ser sincero com você. O ano passado foi o primeiro em que cumpri o que tinha planejado. Em toda a minha vida, eu nunca tinha cumprido uma lista de resoluções de ano novo antes. E saber por quê? Por que aquelas coisas que eu listei nem mesmo eram resoluções. Eram apenas ideias.

Uma resolução é uma decisão de que você não vai abrir mão. Por isso, eu garanto que não estamos frustrados com os nossos sonhos de 2010 que não se cumpriram porque listá-los era má ideia, mas sim porque não nos tornamos resolutos a respeito desses sonhos.

No domingo passado, meu amigo William, pastor na igreja em que congrego, nos despertou para uma realidade muito importante: o primeiro mês do ano já passou. Então deixe-me encorajá-lo a deixar de lado suas desculpas, tomar tempo para ficar sozinho, e anotar o que você deseja para 2016. Mas não anote fantasias. Anote o que você está decidido a viver. Planeje um ano bem-sucedido que você realmente pode assegurar. Por experiência própria, eu garanto que você não vai se arrepender se estiver decidido a realizar o que desejou.

 

2 comentários

  1. Fato!
    Concordo com você.
    Confesso que ano passado conseguir executar a maioria das metas estabelecidas.
    Que 2016 não seja diferente.
    Planejar é preciso!
    Abraços,

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s