Quando Deus vai começar a usar minha vida?

 

Embora o desejo de ser útil no Reino de Deus seja natural e ardente para um crente, muitas vezes não sabemos por onde começar. Um dos problemas que enfrentamos em relação a nosso chamado é o senso de incapacidade de cumpri-lo.

A primeira impressão ao confrontar chamado e inabilidade pode ser a de um impasse. Mas isso logo se resolve ao compreendermos o que Jesus disse ao anunciar: “Vocês receberão poder ao descer sobre vocês o Espírito Santo”. Somos convidados a nos achegar a Deus de mãos vazias, mas com a certeza de que Ele mesmo irá enchê-las.

Tocamos, então, um tema central para todo aquele que quer ser útil no Reino: a dependência de Deus. Sendo um assunto tão importante, é essencial que ele seja bem compreendido.

Justamente ao explicar que a vontade do Pai para nós é que demos muitos frutos, o próprio Jesus disse que não podemos fazer nada sem Ele. A tendência do crente a partir daí é imaginar-se diante de sua comissão como um bebê. Totalmente incapaz de fazer algo por si mesmo, esperando que seu pai e sua mãe o guiem a cada instante, e praticamente façam tudo por ele, pois só o que sabe é chorar. Mas a dependência que Deus espera que tenhamos dele não se parece com isso.

Existe um momento em que um pai, com suas forças, ensina seu filho a caminhar sozinho, a falar, a utilizar suas habilidades naturais de maneira independente. Haverá um momento em que uma mãe aconselhará sua filha a respeito das decisões que a esperam, mas somente para depositar confiança em sua garota e permitir que ela faça suas escolhas livremente. Espera-se do filho que caminhe sobre o legado de seus pais, dando continuidade ao que eles começaram como família. Mas não se espera que esse filho, depois de adulto, permaneça num berço, chorando para que seus pais façam tudo por ele.

Não sei quanto a você, mas eu já chorei muito ao Pai depois de adulto. “Senhor, o que devo fazer? Aonde devo ir? Como devo exercer essa missão? Posso mesmo usar este dom?” Esperei muitas respostas do Espírito Santo que nunca vieram. Já passou por isso?

Bem, a verdade é que, por mais obediente que eu seja, não preciso que meu pai me mande respirar, levantar da cama, ou me banhar. Não preciso que minha mãe me dê uma ordem clara para que eu vá à igreja e cante tão bem quanto eu puder. Não preciso que meus pastores me ameacem para eu participar de um ensaio. E com Deus não é diferente, nesse sentido.

O Senhor já deu a você seu fôlego. Já lhe deu seu Espírito e, com Ele, seu poder. Você é detentor de todas as bênçãos espirituais em Cristo, e já possui uma vocação que se evidencia pelas habilidades que Deus lhe deu e pelo conhecimento que Ele permitiu que você adquirisse.

Para começarmos a dar frutos para o Reino, precisamos entender que Deus não espera que dependamos dele como bebês que não conseguem fazer nada por si mesmos, mas como filhos ungidos, que receberam uma herança para administrar. Em nossa condição de dependentes de Deus, parecemos menos com marionetes e mais com mordomos. O Senhor ainda é a única fonte de sustento, mas nós ainda somos responsáveis por nossas vidas, trabalho, e por aquilo que Ele confia a nós.

 

8 comentários

  1. Seus textos ainda me respondem as perguntas que somente o Espírito Santo sabe, e sempre no momento em que me faltam as palavras. Obrigado por compartilhar! Ele usa suas palavras para esclarecer a d’Ele de uma maneira profunda e simples. Onde tudo faz sentido.
    Um abraço

    1. Maressa, um comentário assim não tem preço! Obrigado por dizer. Fico extremamente grato a Deus por saber que Ele está trabalhando assim com a gente. Um abraço!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s