Vença o pecado com uma mão nas costas

maxxwellsmart

Minha mãe me ensinou que  o objeto tentador busca nossa atenção. Quando ela é conquistada, a sedução do pecado sobre nós se torna muito mais difícil de resistir.

Muita gente não sabe, mas lutar contra o pecado é contraproducente. Quanto mais desejamos derrotá-lo, mais tempo gastamos pensando nele. Logo, mais da nossa atenção ele ganha, o que lhe garante mais chance de nos seduzir. Ele é como um boneco de piche.

Viver a vida com uma atitude inimiga do pecado não é, nem de longe, tão poderoso quanto viver a vida com uma atitude amiga de Deus.

Se Cristo já derrotou todas as suas iniquidades, você não deveria se preocupar em derrotá-las. Aliás, Jesus se ofereceu em nosso lugar porque Ele podia vencer o que nós não podemos, e a vitória dele se tornaria a nossa. “Ora, se morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos” (Rm 6:8).

O que estou dizendo é que o único modo de vencer o pecado é colocando nossa fé em Cristo, o vencedor, e não por meio de um enfrentamento pessoal do pecado.

As pessoas costumam dizer que Jesus venceu, mas é nossa função vigiar. Existe grande diferença entre vigiar e preocupar-se. A pessoa que vigia adota um estado de alerta em relação ao ambiente real que a cerca. A pessoa que se preocupa adota uma ocupação mental e emocional para com um futuro problema imaginado.

Se você quiser vencer o pecado com uma mão nas costas, o segredo é parar de lutar contra ele e começar a acreditar que a luta consumada de Jesus em seu lugar já lhe deu a vitória. Olhar para o pecado e dizer “Vou derrotá-lo” é reconhecer que ele está vivo o bastante para seduzir. Mas dizer a ele “Jesus o derrotou” é reconhecer que ele está morto e não precisa conquistar você.

Para ser direto, a linguagem do Novo Testamento não é “Lute contra o pecado até vencê-lo”. O que as Escrituras nos dizem é “Parem de pecar, pois vocês foram libertos”.

“Quem vive segundo a carne tem a mente voltada para o que a carne deseja; mas quem vive de acordo com o Espírito tem a mente voltada para o que o Espírito deseja. A mentalidade da carne é morte, mas a mentalidade do Espírito é vida e paz” (Rm 8:5-6).

[Photo: Max Smart]

2 comentários

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s