Por que Deus não está desesperado com você

29609591@N08(2)

Quando seu coração é tocado pela entrega de Jesus, deseja dar a Ele tudo de si também. Mas, ao longo da nossa jornada de crescimento, descobrimos que somos apegados a uma série de coisas. Desejos, objetos, pessoas, ideias, pecados. Começa, então, uma luta entre o coração que quer pertencer, e a carne que quer se rebelar. É natural que esse conflito interno coloque qualquer cristão dedicado em grande aflição.

O X da questão

O problema é que somos tentados a acreditar que Deus está desesperado com nossa condição espiritual. Acabamos sofrendo, não apenas pela presença de apegos carnais em nós, mas pelo que achamos que Deus está pensando a nosso respeito ao ver de perto o nosso estado. Estar aflito é ruim, mas nosso melhor amigo sofrendo junto, ninguém merece.

Mais paciência que Jó

Leeland Mooring diz que, ao ler sobre o amor em Coríntios, você descobre um pouco sobre como Deus é, porque Ele é amor. Aqui está o primeiro motivo pelo qual nosso Pai não está desesperado com o seu estado: o amor é paciente. Deus tem toda a paciência necessária para lidar com o que ainda não está correto na sua vida sem que isso afete o amor ou a comunhão entre vocês.

O preço de um resgate

O livro de Hebreus nos mostra o poder do que Cristo fez por nós e a imutabilidade disso. Como já mencionei em outro texto, a sensação de que você não está disposto a entregar algo do seu coração a Deus não deve desesperá-lo por um motivo simples. Você já entregou toda a sua vida a Jesus. E mais: antes que você fizesse essa escolha, Ele já tinha comprado cada aspecto da sua vida. Jesus ouviu quando você entregou seu passado, presente e futuro. Ele não está desesperado porque, mesmo que você duvide, Ele sabe que tudo é dele.

O que é meu é meu

A notícia de que fomos comprados começou a ser divulgada assim que a Igreja nasceu. A partir de então ela é repetida até o Apocalipse. Do começo até o fim da nossa história, Deus vai insistir nisso: “Eu comprei vocês”. Ele sabe muito bem como foi caro comprá-lo, e não vai abrir mão do seu tesouro de jeito nenhum.

Fé: a origem

João nos diz que só amamos porque o amor de Deus nos alcançou primeiro. Tiago ensina que todas as bênçãos vêm de Deus. Unindo os princípios desses dois textos, compreendemos que perdoamos porque Ele nos perdoou, nos compadecemos porque Ele se compadeceu, e temos fé porque Ele teve fé. Deus não está desesperado com você porque crê em você. Ele acredita em você até a morte, e morte de cruz.

O jardineiro é Jesus

Nós somos a lavoura de Deus. Isso quer dizer que Ele é o encarregado dos frutos. É óbvio que isso não nos autoriza a sermos levianos ou inertes. Um milagre é o que acontece quando a graça de Deus e a fé do homem se encontram. Os dois lados precisam agir. Mas a boa notícia é que você não está sozinho. Por mais que haja muito para consertar no seu desempenho, o de Deus vai muito bem. Ele não se desespera porque está trabalhando pessoalmente em você sem falhar, mesmo em meio aos altos e baixos que você pode enfrentar.

[Photo: Angus Clyne]

8 comentários

  1. Estava com saudades de ler seus textos!
    Deus é perfeito no que faz e fala.
    Ao ler o texto… foi como se eu me ascendesse de volta!
    Como se voltasse a respirar!
    Muito bom!

  2. Seus textos são como respostas pra minha vida. Às vezes de perguntas que eu nem sabia da existência. Isso é incrível, o modo como Deus te usa. Obrigado

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s