A vida cristã não se trata de se tornar mais santo (por Phil Drysdale)

Muitas pessoas pensam que a vida cristã se trata de tornar-se cada vez mais santo, pecar cada vez menos, e ter cada vez mais atos de justiça. O fato, é claro, é que isso não é apenas mentira, mas é, para ser bem direto, ridículo.

Ninguém pode se tornar mais santo, assim como não pode se tornar menos santo. Santidade não é algo que se pode medir numa escala. Ou você é santo ou não é santo.

Ser santo, por definição, significa ser absolutamente perfeito, separado, e “outro”. Você não consegue ser essas coisas parcialmente. Nada é meio perfeito ou parcialmente puro.

Se você tivesse uma garrafa de água que contivesse 99,9% de água e 0,01% de fezes, você não rotularia esse produto como “água pura”, certo? Você poderia sequer chamar essa água de 99,9% pura? É claro que não, porque puro significa 100%. Até a menor fração de uma porcentagem contamina a pureza.

Com a santidade, é a mesma coisa. Não podemos nos tornar mais santos. O que nós achamos que estamos fazendo? Será que começamos nossa jornada 0% santos e vamos trabalhando para progredir? Onde estamos hoje, então? Aos 18%? Aos 40, 80%? E o que é suficiente para se considerar vivendo um estilo de vida santo? Será que é aquele momento em que você ultrapassa o ponto do “meio a meio” e a sua bondade começa a pesar mais que a sua maldade? Com certeza, não é quando chegamos aos 100% de santidade, porque todos nós já falhamos, então o melhor que podemos esperar é chegar aos 99,9% na Eternidade, não é?

O que a gente realmente está fazendo, quando tenta medir a santidade dessa forma, é tornar a salvação e a maturidade espiritual num sistema de obras outra vez. Nós rejeitamos a graça e fazemos com que tudo se trate da nossa performance de novo.

A verdade é que Jesus nos fez absolutamente santos. O critério que Ele usa não é o que nós fazemos, dizemos ou quanto nossa bondade ultrapassa nossa maldade. Mas o critério que Ele usa é quem Ele nos criou para ser. O quanto estamos aquém disso é irrelevante uma vez que Ele escolhe nos ver como perfeitos e santos.

Nossas ações vão se tornar cada vez menos pecaminosas e cada vez mais justas conforme amadurecermos de acordo com quem somos em Cristo? Sim! Mas não caiamos na velha armadilha que leva a pensar que estamos conquistando algo ou crescendo em algo baseados em nosso próprio esforço.

Nós não estamos derrotando nosso pecado e nos tornando mais justos. Em vez disso, nós estamos apenas descobrindo quem Cristo nos criou para ser e, conforme nós cremos na obra dele, ela se manifesta em nossas vidas.

 [Autor: Phil Drysdale. Tradução livre: Mitch Maier.]

24 comentários

  1. Simplesmente Divino RSS,maravilhoso
    Esse texto me ajudou muito mais à entender o que é graça .E também sobre santificação.
    Eu buscava ,quer dizer eu lutava por algo que já era direito meu .Gracas a Deus que sou Santa kkk.Agora euu preciso mesmo é me dedica a palavra leR ,oraR ,ouviR

  2. Simplesmente Divino RSS,maravilhoso
    Esse texto me ajudou muito mais à entender o que é graça .E também sobre santificação.
    Eu buscava ,quer dizer eu lutava por algo que já era direito meu .Gracas a Deus que sou Santa kkk.Agora euu preciso mesmo é me dedica a palavra leR ,oraR ,ouviR.

  3. Somos santos em Cristo, mas santificação é processo. São duas coisas diferentes, por isso, é preciso atentar para o que diz a Palavra:

    Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor; Hebreus 12:14

    O que significa buscar a santificação? Diminuir a cada dia para que Cristo cresça em nós. Deixar o pecado e buscar apresentar-se como vaso irrepreensível aos olhos dEle. E isso não significa separar-se do mundo e confinar-se na igreja, mas honrar a Deus que nos fez templos do Espírito Santo.

    Somos santos em Cristo, separados por Ele e para Ele; contudo, ao longo de nossa caminhada cristã, precisamos, sim, buscar a santificação,

    Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da fornicação; 1 Tessalonicenses 4:3

    Falo como homem, pela fraqueza da vossa carne; pois que, assim como apresentastes os vossos membros para servirem à imundícia, e à maldade para maldade, assim apresentai agora os vossos membros para servirem à justiça para santificação. Romanos 6:19

    Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra; 1 Tessalonicenses 4:4

    1. Oi, Simone! Obrigado pelo seu comentário. :)
      O ponto de vista que você apresenta parece fazer bastante sentido. Mas, como o tema da santificação é complicado, acho importante responder com minha opinião sobre o assunto. No final, acho que estaremos falando a mesma coisa, mas de modos diferentes. :)

      Seguir a santificação, como Hebreus apresenta, não significa correr atrás dela ou se esforçar para alcançá-la, não é mesmo? Seguir a paz e a santificação significa permanecer na paz e santificação que o Espírito opera em nós, não lutar para alcançar essas virtudes.

      Santificação, no seu significado literal e original bíblico, significa simplesmente separação de algo. Então, I Tessalonicenses 4:3 e 4 não apresentam uma necessidade de buscar santificação. Em vez disso, o versículo diz que a vontade de Deus é que estejamos separados do pecado. Não há processo ali, somente uma decisão. Antes, quando ímpios, fornicávamos. Agora, não fornicamos mais. Mas não para sermos santificados. E sim porque já fomos santificados, então esses pecados não têm mais a ver conosco. :)

      Da mesma forma como no texto de Hebreus, o termos “possuir o seu vaso em santificação” não fala de processo, e sim de permanência. Cada um saiba manter a santificação que Deus já lhe deu, em outras palavras.

      E, em Romanos 6.19, a Palavra nos diz que devemos apresentar nossos membros para servirem à justiça para santificação. Isso quer dizer que devemos buscar santificação? Não, porque ninguém busca o que já tem. Significa que usar os nossos corpos para justiça consiste automaticamente em separação do pecado. Ou usamos os membros para o pecado, como fazíamos quando ímpios, ou os usamos para fazer o que é justo. Se fazemos o que é justo, nossos corpos não estão ocupados com o pecado, mas separados dele: em outras palavras, santificados. Concordando com os demais textos, não há nenhum processo envolvido, apenas uma decisão, porque Cristo já nos fez totalmente santos. (:

      Graças a Deus por isso. Existe, contudo um processo de amadurecimento para o crente, de transformação. Mas ele é muito simples e é apenas um: renovar a mente. Como diz Romanos 12:1-2, somos transformados ao mudarmos nosso modo de pensar. E como fazer isso?

      De acordo com o que Jesus disse em João 17.17, é pela Palavra de Deus. Mais uma vez, não depende do nosso esforço. Será a Palavra de Deus que renovará nossas mentes para que creiamos na verdade (pelo convencimento do Espírito) e, assim, sejamos transformados. Não para aos poucos sermos santificados, mas para progressivamente desfrutarmos da santidade que Jesus nos deu por seu sangue à medida em que creiamos mais e mais no que Ele fez e disse. :)

      Abraços para você e Deus a abençoe.

  4. Aaaaaaah estou meio atrasada! Mais não poderia deixar de comentar que desde que li este texto aqui, ele mexeu mto cmg, não parei de pensar em tantas vdes que estamos nos distanciamos, fiquei pensando, pq tantas brigas nas igrejas por cargos e posições. se a nossa salvação não aumenta ou diminui mediante obras; A graça já fez tudo! porque nós não apenas agradecemos e vivemos conforme ela? Mitch, todos deveriam ler e ser impactados como eu fui, corrigi o meu caminho, parei de tentar fazer por merecer e comecei a viver a graça de novo! Uaaaal… demais esse texto! Curtidissimo! Mto beeençãO!

    Abçs… =D

    1. Que bom saber disso, Na. Valeu! Eu também tenho mudado ao ler o que esse cara escreve. Tem me ajudado muito. Um abração. (:

  5. *-* é tão bom saber isso, sabe a graça é incrível, eu fico de boca aberta.
    Deus é simples assim! Gostei muito, q bom q vc compartilhou isso, Mi!!! Vlw.

    1. Eu gosto muito de ler esse cara, porque ele me ajuda a enxergar bem mais claramente a graça. Demais, né? Beijo! (:

    1. É isso aí, Alexandre. Jesus nos diz para sermos santos. Mas andar em santidade, como o Phil mostrou, é muito mais uma questão de entender que Jesus já nos tornou santos pela cruz, do que da nossa performance. É pela graça, e não por esforço, né? Quer dizer que, embora ser santo faça parte da vida cristã, a vida cristã não se trata de se tornar mais santo porque é impossível ser mais santos. Ou se é santo ou não se é. E nós somos. (: Um abraço, obrigado pela visita!

  6. “Se você tivesse uma garrafa de água que contivesse 99,9% de água e 0,01% de fezes, você não rotularia esse produto como “água pura”, certo? Você poderia sequer chamar essa água de 99,9% pura? É claro que não, porque puro significa 100%. Até a menor fração de uma porcentagem contamina a pureza.” esse trecho me fez lembrar meu primeiro Flames.. a liinda profeta Marcia pregando… aaaaaaaaaaaai saudadeeees

      1. O prazer é todo meu :D Tenho sido muito edificado com os textos de seu blog!
        Que Deus o abençoe cada vez mais!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s