A primeira coisa que você deveria fazer em 2012 (por Tom Bassom)

Oi, galera! Este é um texto de um pastor chamado Tom Basson, que eu queria publicar no primeiro mês do ano. Apesar de já termos avançado um pouco em 2012, acho que isso ainda pode ajudar algumas pessoas. Então, espero que curtam. Abraços! Mitch

Quando eu era criança, minha mãe sempre dizia que eu tinha “formigas nas calças”. Eu estava sempre empolgado ou agitado com alguma coisa, e não ficava parado por um segundo.

Pouca coisa mudou desde então.

Mesmo hoje, eu ainda luto para conseguir ficar quieto. Minha mente está sempre ativa – sempre esperando pelo que vem “a seguir”. Eu tenho que me esforçar para viver no presente e acho muito difícil refletir em silêncio.

Ainda assim, num mundo onde as coisas andam tão rápido, eu percebo que, às vezes, na vida, é preciso parar antes de começar para valer. E apertar o “pause” para silenciar e refletir é, geralmente, a melhor maneira de começar algo.

É claro que ninguém quer viver a vida olhando para trás. Mas tomar um tempo para desacelerar e considerar o ano que passou pode ser algo extremamente benéfico, recompensador e produtivo.

Trevor Hudson diz que “Nós não aprendemos apenas com as experiências; nós aprendemos quando refletimos sobre essas experiências”.

Travis Gale, instrutor de liderança e um grande amigo meu, acredita fortemente em tomar tempo para refletir, e diz que a chave para a reflexão saudável se resume em fazer as perguntas certas. Ele diz que “Muitos de nós procuram respostas, mas poucos se sentam para pensar nas perguntas certas a fazer. Perguntas têm a estranha aptidão de abrir possibilidades, de nos levar a pensar além dos padrões comuns, e, talvez, até de quebrar as limitações que impomos sobre nós mesmos”.

Então, antes de começar 2012, por que não parar e fazer as perguntas certas? Perguntas como:

  • O que mais me estimulou em 2011?
  • Quais relacionamentos me trouxeram mais alegria? Por quê?
  • Quais relacionamentos me puseram sob maior pressão? Por quê?
  • Quais foram os momentos decisivos de 2011?
  • Que pontos fortes eu vi em mim mesmo durante 2011?
  • Sob que condições eu me vi crescer?
  • O que eu evitei, mas sabia que precisava muito fazer?
  • Quais livros e mentores mais me impactaram? Por quê?
  • As minhas atividades do ano passado me aproximaram dos meus amigos e família?

Responder a esse tipo de pergunta te permite alcançar dois objetivos. Em primeiro lugar, isso te força a se focar nas coisas importantes da sua vida e a não se perder no trivial. Em segundo lugar, isso te provê uma plataforma excelente para estabelecer metas para o novo ano.

[Autor: Tom Bassom – http://tombasson.wordpress.com. Tradução livre do autor do blog.]

4 comentários

  1. Q-Legal, =P gostei, não é só separar um tempo para questionar, planejar, mas saber o que questionar. Saber o que realmente faz sentido para nossa vida e isso nos impulsiona para o alvo realmente importante como zelar o nome do Senhor através do testemunho, como honrar a família e o meu próximo. As reflexões realmente nos refinam. =D
    D+ valeu a pena, anotei as perguntas… “Essstou K a pensar”. =)

  2. Mais uma vez, foi maravilhoso passar por aqui. Embora o ano já tenha começa, valeu ler este texto.
    Obrigada por publica-lo. Senhor te abençoe.
    Beijos

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s