Amor (parte 2)

Permitiu-se envolver cada vez mais por aquela paz, tomar consciência do que estava acontecendo. Quanto mais ele fitava o anjo, mais real parecia aquele momento.

– Então… Isso realmente está acontecendo?

O anjo sorriu. Com uma voz poderosa e impressionantemente gentil, respondeu.

– O amor de Deus é mais real do que qualquer coisa que você já percebeu.

Aquelas palavras traziam um consolo mais forte que toda a aflição que ele experimentara durante a vida toda. Ao mesmo tempo, elas o faziam sentir-se sujo, baixo, imoral, perdido.

– Por favor, não faça isso. Não me fale de amor.

– E de que mais eu poderia falar? – o anjo respondeu.

– Diga-me por que você veio. Diga-me qual é minha sentença.

– Sentença…? Não foi para te julgar que Deus me enviou a você.

Nos olhos e lábios do homem, uma expressão de deboche se misturou ao medo e à vergonha.

– Se Ele realmente existe… Se tudo é mesmo como a Bíblia diz, eu sei que o inferno me espera. É por isso que você veio? Para me levar ao sofrimento eterno? Leve-me! Não pode ser pior do que o que eu vou enfrentar se permanecer aqui.

O semblante do anjo mudou. Falou pela primeira vez com um tom frio e pesado.

– Acredite. É muito pior. Você não pode imaginar.

Parecia haver uma solução para tudo oculta no rosto do anjo. Era a única razão para o homem não ficar ainda mais desesperado depois da última declaração que ouvira.

Retomando seu tom afetuoso, o anjo deu dois passos à frente, para dizer o que o homem nunca sonharia ouvir; as palavras que o aterrariam.

– Deus ama você.

A frase o atingiu como se pudesse cortar sua alma fazendo-a derramar todos os seus segredos numa só corrente. Lágrimas correram sem fim.

– Por que você está me dizendo isso? Por que Deus me amaria? Por acaso Ele é cego? Não se lembra do que eu fiz?

O anjo respirou fundo, como se absorvesse a dor que jorrava daquela alma. Com ternura, continuou.

– Filho do homem. É certo que o Senhor odeia a iniquidade. A sua iniquidade. Mas é certo que o amor jamais acaba. Deus não olha apenas para as suas atitudes. Ele olha para dentro de você.

– E isso deveria ser algum consolo? É de dentro de mim que provém minha maldade! Minhas atitudes refletem quem eu sou. Um monstro! Sou irremediável! Sou algo pior do que um humano, pior que um animal!

– Você está certo e errado. Certo, ao pensar que é mau. Errado, ao pensar que sua maldade o torna inferior à raça humana. Na verdade, o fato de você ser humano é a causa de sua maldade.

5 comentários

  1. ‘ O amor de Deus é mais real do que qualquer coisa que você já percebeu.’
    I like that!

  2. “Na verdade, o fato de você ser humano é a causa de sua maldade.” (Chorei… que lindo!)

    DEUS COMO EU TE AMO!

    Mitch… sem palavras.

    Bjos

  3. Tá ficando mais interessante, mas tenho q confessar não gosto de parar no meio da história!! Hahaha… minha curiosidade é maior!!!
    À espera da próxima parte!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s