Tá tudo bem, nada faz sentido

Estou há uma semana pensando no que um leitor deixou aqui no blog. Um comentário super construtivo. Eu estava contando como às vezes é difícil reinterpretar experiências passadas que atribuíamos

Desigrejada

Rafa estava na lanchonete, comendo fritas e bebendo refrigerante com seus fones de ouvido. Quando Pedro entrou, seus olhares se cruzaram. Ele acenou com um grande sorriso e ela respondeu

O que eu sei da verdade

Acho sempre importante dizer para vocês que o modo como encaro Deus e a espiritualidade mudou muito nos últimos dois anos. Eu não interpreto hoje minhas vivências do passado como